post

Dom Orlando Brandes comenta mensagem do Papa para Dia Mundial das Comunicações Sociais

O 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais será celebrado pela Igreja no próximo domingo, 28 de maio, o Arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes em entrevista coletiva no Santuário Nacional, nesta sexta-feira , 26, falou da mensagem do Papa Francisco para essa ocasião.

Dom Orlando destacou a preocupação da Igreja com a comunicação interpessoal.

“É importante, a partir desse Dia Mundial das Comunicações Sociais, a gente privilegiar a comunicação interpessoal, pois ela já era difícil e agora está cada vez mais complicado, não só pelas realidades do mundo moderno, mas porque também a comunicação virtual, eletrônica ela vai prejudicando a comunicação pessoal”, colocou.

Coletiva de imprensa Dom Orlando Brandes_Dia Mundial das Comunicações_foto: Portal A12/Valquíria Vieira

Um dos tópicos da mensagem do Papa reforçado por Dom Orlando é sobre a valorização das boas notícias.

“…O bem também deve ter ibope, o bem também deve ter as primeiras páginas, o bem também merece ser comunicado, porque na realidade o bem é maior do que o mal…”

“O bem também deve ter ibope, o bem também deve ter as primeiras páginas, o bem também merece ser comunicado, porque na realidade o bem é maior do que o mal, mas a gente faz um alarde tão grande do mal que parece que o mal é o império de tudo […] Então é importante sim comunicar a realidade, mas não fazer um espetáculo das coisas do mal”, endossou.

De forma especial, Dom Orlando falou ainda que o Dia Mundial das Comunicações Sociais é uma data para agradecer aos profissionais de comunicação.

“Ter um dia especial para as comunicações sociais é ter um dia especial para todos vocês que entendem deste assunto de comunicação. Esse dia também á para vocês de gratidão e reconhecimento”, disse.

A mensagem do Papa Francisco para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais tem como tema Não tenhas medo, que Eu estou contigo” (Is 43, 5). Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo.

Por Valquíria Vieira, 26 de Maio de 2017 às 12h04. Atualizada em 26 de Maio de 2017 às 12h58.

post

CNBB abre assembleia e discute Iniciação Cristã, problemas sociais e políticos

A CNBB iniciou na manhã desta quarta-feira, 26, a 55ª Assembleia Geral dos Bispos (AG)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) iniciou na manhã desta quarta-feira, 26, a 55ª Assembleia Geral dos Bispos (AG). O encontro anual do episcopado nacional acontecerá em Aparecida (SP), até o dia 5 de maio, no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida.

Durante a celebração de abertura, o presidente da CNBB e arcebispo de Brasília, Cardeal Sérgio da Rocha, pediu oração da Igreja em todo o Brasil pela assembleia e comentou sobre os inúmeros desafios. “As dificuldades não devem jamais impedir o anúncio da Palavra de Deus, o cumprimento fiel da Ação Evangelizadora da Igreja, pois ninguém pode aprisionar a Palavra de Deus. Pelo Contrário são incentivo, porque a certeza do amor de Deus nos anima na missão bonita e exigente de Evangelizar e levar esperança aqueles que mais sofrem com a crise política e econômica”.

O Cardeal também citou palavras do Papa Francisco quando esteve em Aparecida: “Jamais perder a esperança e deixar-se surpreender por Deus”. Também refletiu que neste Ano Mariano somos chamados a refazer a experiência dos três pescadores que encontraram Aparecida nas águas e deixaram-se surpreender por Deus.

Em sua reflexão condenou duramente a corrupção, mas também alertou que não podemos tolerar e reproduzir atos aparentemente pequenos de infidelidade e corrupção no dia a dia. “Nós rejeitamos a perda de direitos dos pobres e pequenos nas iniciativas políticas, não podemos aceitar a falta de respeito a vida e a dignidade das pessoas, repudiamos as violações da vida, como o aborto, mas não podemos ficar indiferentes as violações sofridas ao longo da vida pelos pobres e fragilizados. Seja acompanhado da busca da paz, jamais cedendo a agressividade em Palavras ou atos. Vivemos numa época marcada pela violência”, orientou.

Ele finalizou aconselhando-nos a crer na Vitória do amor sobre o ódio, da misericórdia sobre a vingança, da paz sobre a violência, do perdão sobre o ressentimento, da vida sobre a morte. “Nós cremos no poder do amor misericordioso. Lembrando os 10 anos da Conferência de Aparecida, vamos redobrar o empenho para ser uma Igreja misericordiosa”, finalizou.

São diversos outros temas importantes na agenda da assembleia, como, comemoração dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida e o Ano Nacional Mariano, que teve início dia 12 de outubro de 2016, concluindo-se aos 11 de outubro de 2017 e as comemorações do Jubileu de 100 anos das aparições de Nossa Senhora de Fátima etc.

 Coletivas de Imprensa

A CNBB realizará entrevistas coletivas à imprensa, todos os dias (menos sábado e domingo), às 15h, na Sala de Coletivas de Imprensa do Centro de Eventos. O Portal A12 fará transmissão ao vivo pelo Youtube no endereço: https://www.youtube.com/user/canalportala12

 

Participarão da entrevista o arcebispo  de Mariana (MG), dom Geraldo Lyrio Rocha; bispo auxiliar de São Luís do Maranhão (MA), dom Esmeraldo Barreto de Farias e o cardeal Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo (SP). Os bispos abordarão os temas: iniciação à vida cristão, programação e objetivos da 55ª Assembleia Geral da CNBB.

Publicado em: 26/04/2017 – 11:30
Créditos: Redação com A12
post

Carta Pastoral – Ano Mariano Nacional 2016-2017

 Viva a Mãe de Deus e nossa!

Carta pastoral à Arquidiocese de São Paulo por ocasião do Ano Mariano Nacional 2016-2017 – por Dom Odilo Pedro Scherer , Arcebispo Metropolitano de São Paulo

 

Aos Excelentíssimos irmãos Bispos Auxiliares
Aos Sacerdotes e Diáconos, Religiosos/as e Leigos/as
Às estimadas famílias e todas as pessoas da arquidiocese de São Paulo​

Caríssimos/as::

Em 2017, comemoram-se os 300 anos do encontro da imagem sagrada de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, nas águas do rio Paraíba do Sul. Durante esses 3 séculos, a “Senhora Aparecida” foi proclamada “Rainha e Padroeira do Brasil” e tornou-se muito querida de tantos brasileiros, que para ela se voltam com sincera devoção e carinho filial.

Também em 2017, transcorre o centenário das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos, em Fátima. Em São Paulo e no Brasil inteiro há grande devoção a Nossa Senhora de Fátima e, sobretudo em maio, são previstas grandes comemorações em Fátima, mas também entre nós.

Para a arquidiocese de São Paulo, há um motivo especial para comemorarmos bem o tricentenário de Aparecida: temos uma relação histórica muito próxima com Nossa Senhora Aparecida. De fato, desde quando a diocese de São Paulo foi criada, em 1745, até a criação da arquidiocese de Aparecida, em 1958, o Santuário de Aparecida ficou pertencendo à diocese/arquidiocese de São Paulo. Durante mais de dois séculos, a diocese/arquidiocese de São Paulo ficou encarregada de zelar pelo Santuário e pela devoção a Nossa Senhora Aparecida.

Também a basílica “nova” foi desejada e iniciada, na década de 1950, pelo arcebispo de São Paulo, o cardeal Carlos Carmelo de Vasconcellos Motta e ele mesmo, em 1964, acabou se tornando o primeiro arcebispo de Aparecida. Teve a alegria de ver a basílica dedicada a Deus e à honra da Virgem Maria pelo Papa São João Paulo II.

Por iniciativa especial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil(CNBB), estamos comemorando o Ano Mariano Nacional, de 12 de outubro de 2016 a 12 de outubro de 2017. É uma ocasião especial para o aprofundamento da nossa fé e da nossa relação filial e eclesial com Maria, “Mãe de Deus e nossa”. Em vista disso, resolvi escrever esta carta à arquidiocese de São Paulo, para que sirva de motivação e orientação para a vivência e as práticas deste Ano Mariano Nacional.

http://arquisp.org.br/carta-pastoral-ano-mariano-nacional-2016-2017

post

21º Dia Mundial da Vida Consagrada: expressão de comunhão na sociedade

Reflexão e matéria da RV do Dom Jaime Spengler, OFM, arcebispo metropolitano de Porto Alegre, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB e Presidente do Regional Sul 3 da CNBB, neste 2 de fevereiro de 2017 quando se Celebra o 21º Dia Mundial da Vida Consagrada.

Vida Consagrada: expressão de comunhão na sociedade

2017-02-01 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) – O nosso convidado no ‘Porta Aberta’, desta quarta-feira (1º/02), é o Arcebispo de Porto Alegre (RS), Dom Jaime Spengler, membro da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica.

Na conversa com Silvonei José eles nos fala sobre o significado do 21º Dia Mundial da Vida Consagrada que será celebrado pela Igreja na quinta-feira, 2 de fevereiro.

(MJ)

(from Vatican Radio)

Texto enviado pelo colaborador deste Blog Paulo Henrique Almeida, seminarista na Diocese de Anápolis/GO

post

Papa envia mensagem a Cardeal Hummes, escolhido como seu enviado ao CEN2016

Cardeal Cláudio Hummes. Foto: Flickr CNBB

Read More

post

Encontro Nacional da Pascom abordou o tema “Comunicação e Liturgia”.

Mais de 900 agentes da Pastoral da Comunicação (Pascom) e da Pastoral Litúrgica participaram do 5º Encontro Nacional da Pascom, realizado em Aparecida (SP), entre os dias 14 e 17 de julho. Durante quatro dias de evento, os participantes refletiram sobre o tema “Comunicação e Liturgia”. Foram realizadas conferências, celebrações, seminários, visita guiada ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida e trabalhos em grupo. O arcebispo de Diamantina (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Darci José Nicioli, ressaltou a transversalidade da Pastoral, avaliando a realização como um “passo importante na caminhada”.

“Este encontro reafirmou, com ampla participação e entusiasmo, a transversalidade da Pastoral da Comunicação. Existimos para servir as outras pastorais da Igreja. Precisamos, cada vez mais, nos qualificarmos para ajudar as outras pastorais no enfrentamento do santo desafio de comunicar Jesus Cristo, com eficiência e fervor”, disse dom Darci.

O arcebispo reiterou que a missão da Pascom está “estreitamente vinculada à evangelização” e alegrou-se pelos momentos de estudo, debate e celebração durante o Encontro.

Read More

post

Quatro décadas consolidando vocações

Mais de duas mil peDom Emílio site002ssoas participaram na noite da última sexta-feira (24/06/2016) – solenidade de São João Batista – da missa em Ação de Graças pelos 40 anos de episcopado do Bispo Emérito de Campo Limpo, Dom Emílio Pignoli.

A celebração eucarística aconteceu na Catedral Santuário Sagrada Família e contou com a presença do Bispo Emérito de São Miguel Paulista, Dom Fernando Legal, do Bispo de Guarulhos e presidente da Comissão Episcopal do SP2 da CNBB, Dom Edmilson Amador Caetano além dos sacerdotes da Diocese de Campo Limpo sendo a maioria, ordenado por Dom Emílio.

O Bispo emérito entrou pela Porta Santa do Jubileu da Misericórdia às 19h55 saudando a todos que aguardavam o início da celebração. Em seguida, uniu-se ao clero para a procissão de entrada, que ao som do Hino da Misericórdia “Misericordes sicut Pater” acolheu os fiéis.

Dom Luiz Antônio Guedes, Bispo Diocesano e sucessor de Dom Emílio, fez uma breve saudação a todos, em especial aos bispos visitantes.

Dom Emílio presidiu a Santa Missa, mas a homília ficou sob a responsabilidade de Monsenhor José Geraldo Segatin da Diocese de Franca (SP). Monsenhor Geraldo tem uma proximidade muito grande com Dom Emílio. “Dom Emílio ainda era padre em Cravinhos quando fiz a primeira comunhão e ele foi um dos grandes incentivadores do meu sacerdócio e apoiador da minha família.”

Monsenhor fez ainda uma retrospectiva da vida sacerdotal de Dom Emílio. “Foi um homem incansável realizando várias missões pastorais em áreas de difícil acesso. Foi pároco em Cravinhos, depois foi para Orlândia onde ficou por 11 anos. Foi vice-reitor e professor do Seminário Diocesano de Brodósqui, auxiliou na construção e implantou a Casa de Retiros Dom Luiz Mousinho, construiu a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, que hoje é Santuário; é um homem de grande criatividade e visionário e com grande amor e profundo respeito pela Igreja e suas diretrizes, fizeram com que fosse admirado por todos”.

Antes da benção final, um vídeo produzido especialmente para a data, relembrou o locais por onde Dom Emílio passou trazendo depoimentos de seus irmãos. O canto final foi a música escrita pela Irmã Miria Kolling com o lema episcopal de Dom Emílio: “Consolidai a vossa vocação”

post

Aparecida sedia 79ª Assembleia do Regional Sul 1 da CNBB (SP)

Os bispos do Regional Sul 1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) se reunirão em Aparecida (SP) de 07 a 09 de junho para discutir a Exortação Apostólica do Papa Francisco, “Amoris Laetitia” durante a 79ª Assembleia do Regional.

A Assembleia refletirá a Exortação Apostólica Amoris Laetitia no contexto da Misericórdia e da Missão.

O encontro dos bispos do Estado de São Paulo deste ano acontecerá no Hotel Rainha do Brasil e contará com a participação dos bispos e convidados de 6 arquidioceses, 35 dioceses e 6 Regiões Episcopais da Arquidiocese de São Paulo. São esperados 143 participantes, entre bispos, padres coordenadores diocesanos de pastoral, padres subsecretários das Sub-Regiões Pastorais e representantes dos Organismos vinculados ao Regional.

Read More

post

Comissão para o Laicato faz últimos ajustes em texto aprovado na Assembleia Geral da CNBB

Durante a 54ª Assembleia Geral  da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizada em abril, em Aparecida (SP), o episcopado brasileiro aprovou, como documento da entidade, o texto “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na sociedade – Sal da terra e luz do mundo”. Nesta quinta-feira, 5, em Brasília (DF),  o grupo de reflexão da Comissão  Episcopal Pastoral para o Laicato fez revisão do material antes da publicação.

“A última correção nós fizemos hoje, agora acredito que vai para a gráfica e em pouco tempo o teremos em mãos”, disse o bispo de Caçador (SC) e presidente da Comissão para o Laicato, dom Severino Clasen.

Read More

Conexão Via Evangelho